O que nos vai trazer, afinal, a rede 5G?

Tempo de Leitura: 3 minutos
rede 5G

Duzentos dias depois e ao fim de quase 1800 rondas de licitações, o leilão da rede 5G em Portugal terminou dia 27 de Outubro, com uma receita final de 566,802 milhões de euros. Mas o que vai representar a implementação da nova rede para o país?

A transição tecnológica

Quando a rede 5G foi anunciada em Portugal, em 2018, previam-se algumas alterações na forma como se utilizavam diferentes tecnologias, com recurso a banda larga sem fios. Em 2019, as gigantes das telecomunicações entraram na corrida para a compra dos lotes que lhes iriam permitir fazer a distribuição da nova rede.

evolução para o 5G
Fonte: Portal 5G

Entre as empresas que licitaram sobre os 58 lotes disponíveis para transmissão em 5G, a NOS, a Meo e a Vodafone foram as três que mais pagaram para adquirir um maior número de lotes. A elas juntam-se Nowo, Dense Air e DixaRobil, contando com uma concorrência histórica de seis operadoras no mercado da rede móvel.

A quantidade de concorrentes no setor das telecomunicações é um “passo histórico”, destaca João Cadete Matos, Presidente da Anacom (entidade reguladora). Com seis distribuidoras no mercado, o presidente refere que se beneficia consumidores e utilizadores.

No final, concluiu-se o leilão com um valor superior ao dobro do que a entidade reguladora previa. Agora, esse dinheiro será usado para a constituição de um novo Fundo para a Transição Digital.

Embora Portugal seja um dos últimos países da Europa a adotar a rede 5G,  o que releva falhas no processo de leilão e decisão, este é um momento de grande relevância na transição tecnológica do país e que traz a possibilidade de acompanhar tendências digitais do futuro.

As potencialidades da rede 5G

Com a chegada da nova geração de rede móvel, há um grande salto em termos de inovação face ao 4G que utilizamos até ao momento. De acordo com o Portal 5g, há uma série de áreas e inovações que vão beneficiar com a adoção desta nova rede, como Agropecuária, Cidades Inteligentes, e-Saúde, Indústrias, Entretenimento e Energia.

As vantagens e mudanças agrupam-se em quatro grandes grupos:

Maior velocidade e capacidade da rede (enhanced Mobile Broadband)

Atingindo os 20 Gps no download e os 10 Gps no upload (dados UIT), o 5G traz um melhor desempenho e experiência à utilização que já fazemos da rede móvel (como jogar ou trabalhar online) e abre um novo leque de possibilidades (como vídeos em 3D).

Massificação da comunicação entre dispositivos (massive Machine-tType Communications)

A conectividade de aparelhos no que designamos de IoT vai ser melhorada de forma drástica. A rede 5G vai conseguir ligar um maior número de dispositivos e reduzir consequentemente a intervenção humana nessa conectividade.

Desta forma, será possível implementar cidades e casas inteligentes, melhorar a mobilidade automatizada e otimizar recursos energéticos.

Conectividade permanente e mais fiável (ultra Reliable Low-latency Communications)

A redução da latência na comunicação será uma das maiores transformações do 5G, que pretende chegar perto de 1 milissegundo (contra os atuais 35 a 52 milissegundos do 4G).

Com o aumento de velocidade será possível melhorar serviços de segurança e de transportes, beneficiar a área de cirurgia médica por controlo remoto, e até tornar processos industriais wireless.

Redes mais flexíveis e ajustadas aos serviços

Será possível implementar redes virtuais numa infraestrutura única (network slicing), mais flexível e ajustada aos serviços a disponibilizar. Pela eficiência dos investimentos na rede, promove-se inovação e desenvolvimento de novos negócios.

Até 2025 há diferentes metas e objetivos a alcançar na implementação do 5G em Portugal, incluíndo:

  • Todas as Universidades e institutos politécnicos;
  • Concelhos com mais de 50 mil habitantes;
  • Linhas ferroviárias e metropolitanos;
  • Centros de saúde em zonas de baixa densidade populacional;
  • Portos comerciais, aeroportos e instalações militares.

Para todos os especialistas que queiram estar a par com as transformações, a formação assume uma grande importância na atualização e aprofundamento de conhecimentos. O curso de Fundamentos em Redes 5G é dedicado precisamente às novidades trazidas pela nova rede, preparando os profissionais para responder aos novos desafios e exigências.

Esta é uma transformação importante nas telecomunicações, tanto do ponto de vista técnico como tecnológico e social, e que deverá ser acompanhada de perto por parte de utilizadores, profissionais e organizações do setor.

Partilha-me!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Subscreve a newsletter semanal com os melhores conteúdos

Read on...

Está na hora de dares um salto na tua carreira?

iT's 27 years accelerating careers and still new in town!

Key reading jobs